Blog

24
ABR/2015

Antigamente, aproveitava bem o dia com tazo

Nesta seção do blog, resgatamos, com espírito saudosista, algumas maneiras de aproveitar bem o dia. Afinal, os equipamentos, as tecnologias, os produtos, as pessoas e as brincadeiras evoluem, mas a diversão continua sempre a mesma. Entre uma coisa e outra, um Sorvelândia para coroar essas boas lembranças.
Uma das grandes guerras do mundo estudantil de todos os tempos: bater tazo. A gente ia até o supermercado, comprava o salgadinho-você-sabe-qual, metia a mãozona à procura do elemento de desejo. O salgadinho? Bom, ficava de lado, afinal, não era o mais importante. Pimba! Lá estava ele, o maior tesouro, o ápice da felicidade, o inigualável, o mais desejado: tazo. Com temas variados, dependendo da época, os tazos faziam a cabeça da gurizada. Na hora do recreio ou durante aquela aula matada (desculpe, profe), a gente formava uma roda e montava o bolinho de tazo. Cada um com sua técnica, a gurizada batia sobre o monte, os que viravam, eram a alegria do novo dono. E aí, vamos bater tazo?

© 2012 Sorvelândia. Todos os direitos reservados. Imagens meramente ilustrativas.